Pensamentos de Deus

Todos os dias uma nova mensagem de Deus para sua vida!

Buscar Mensagens

Mensagens de 2021

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba todo dia uma mensagem poderosa e abençoada!

Redes Sociais

Nos ajude a compartilhar a Palavra de Deus!

O peso de um julgamento injusto.

Mensagem publicada em: 15.08.2015
Compartilhe essa mensagem:

" Reconheceu-os Judá e disse : Mais justa é ela do que eu, porquanto não a dei a Selá, meu filho.  E nunca mais a possuiu" Gênesis 38.26.

Era o quarto de doze filhos.(Gn.29.35). Seu pai, Jacó, tinha grande intimidade com Deus.  Judá vivia em paz com seus irmãos, inclusive com José, o segundo filho mais novo de Jacó. Interveio perante seus irmãos quando iam matar José, colocando a estes a opção de vendê-lo à caravana de ismaelitas, que iriam para o Egito. Obteve sucesso e José, salvo, foi vendido.

Após, Judá se apartou de seus irmãos, se hospendando na casa de um adulamita de nome Hira. Ali, viu a filha de um cananeu chamado Sua. Enamorando-se dela, tomou-a por mulher, a qual lhe deu três filhos: Er, Onã e Selá. (Gn.38.3-5). Judá toma Tamar para esposa de Er. Este era perverso perante Deus, o qual o faz morrer. Não teve filhos com Tamar.  Para cumprir o casamento de levirato (procedimento matrimonial que visava a continuidade da linhagem de um marido, que viesse a morrer sem filhos, através do casamento do seu irmão com a viúva),  Judá entrega Tamar para ser esposa de Onã. 

Tamar não engravidava.  Onã, quando a possuía, deixava o sêmen cair na terra. Não daria descendência ao seu irmão falecido. Era desonesto.Isto aborreceu a Deus. Também morreu. Judá não promoveu o ato mais importante que os pais fazem para os filhos :  ensiná-los a amar Deus sob todas as coisas, respeitá-lo e obedecê-lo. Selá ainda era pequeno. Judá encaminhou Tamar para a casa de seu pai. Aguardaria Selá cresce para tomá-la como esposa.  

O tempo passa e a esposa de Judá morre. Ele não entrega seu filho Selá para se casar com Tamar, deixando-a viúva, desonrando-a e descumprindo sua palavra. Tamar fica sabendo que Judá viria para perto da casa de seu pai. Ela retira suas vestes de viúva e coloca de uma prostituta cultual, ficando no caminho onde Judá passaria. Este, ao vê-la, pede para deitar-se com ela. Jamais poderia fazê-lo. Deus abominava ! Houve um ato de fornicação com uma idólatra. (Ex. 34.14-16). Tamar pede que deixe como penhor o selo, cordão e o cajado.

Tamar engravida. Judá fica sabendo e sobe para casa do pai dela para apedrejá-la. Queria fazer justiça por toda força. Ela, antes, informa-lhe que o pai da criança era o dono do selo, cordão e cajado. Ao vê-los, Judá reconhece sua injustiça, pois deveria ter entregado-a ao seu filho Selá, e não o fez. Por outro lado, fornicou com uma "mulher pagã" (prostituta cultual), que era proibido por Deus. Judá fez tudo escondido aos olhos dos homens. não aos de Deus. Ávido para apedrejar, deveria, primeiro, ser apedrejado pois cometera incesto!

Deus nos avisa : " Não julgueis, para que não sejais julgado. Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também "  (Mt.7.1-2). Não erre como Judá. Execute o que prometeu.  Jamais julgue alguém, pois " não há justo, nem um sequer " (Rm. 3.10). Não somos juízes, somos servos. 

Com amor, em Cristo Jesus.

Leve o Pensamentos de Deus com você

Baixe o aplicativo na Play Store

Baixe o aplicativo Pensamentos de Deus gratuitamente na loja de aplicativos de seu celular e leia as mensagens onde estiver!

Desenvolvido por UPPERTEC.