Pensamentos de Deus

Todos os dias uma nova mensagem de Deus para sua vida!

Buscar Mensagens

Mensagens de 2021

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba todo dia uma mensagem poderosa e abençoada!

Redes Sociais

Nos ajude a compartilhar a Palavra de Deus!

Aprendendo com o Mestre Jesus.

Mensagem publicada em: 24.03.2015
Compartilhe essa mensagem:

" Jesus, porém, não respondeu palavra, a ponto de Pilatos muito se admirar" .   Marcos 15.5.

Temos muito a aprender com o silêncio de Jesus. Seu silêncio é extremamente diferente do silêncio que o mundo tem. Seu silêncio cura, liberta, transforma, abençoa, cria pontes, enquanto que o do mundo adoece, coloca em prisões, exacerba, amaldiçoa, dói, traz amargura, constrói muros instransponíveis. 

Jesus estava no templo, adorando a Deus. Trouxeram-lhe uma mulher surpeendida em adultério, colocaram-na em uma situação vexatória na presença de todos, como se fosse um troféu, e questionaram a Jesus o que lhe deveria ser feito. Lembraram-lhE do que a lei determinava : apedrejamento ! Mais uma vez, cumprindo sua promessa, Satanás estava afrontando Jesus. (Lc.4.13). 

Jesus conhecia as escrituras e sabia que Deus velava pela sua palavra, para que toda ela se cumprisse. Lembrou-se do que Salomão escreveu em Provérbios 13.3 : " O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios, a sí mesmo se arruína ". Era momento de escutar o que o Espírito Santo lhe diria. Os acusadores omprimiam-lhe para logo responder, mas Jesus estava em silêncio. Era preciso.  Após muito insistirem, Jesus lhes responde : "Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra" (Jo. 8.7). E continuou em silêncio. 

Ele não fez um discurso, nem fundamentou profundamente o que iria dizer. O silêncio inicial, as palavras corretas e o silêncio posterior, foram suficientes para trazer a liberdade para aquela mulher, pois fez com que todos refletissem que ninguém poderia acusá-la: eram  todos pecadores.

Elifaz, Bildade e Zofar, ao verem Jó, "sentaram-se com ele na terra, sete dias e sete noites, e nenhum lhe dizia palavra alguma, pois viam que a dor era muito grande" .(Jó 2.13). O silêncio que mantinham dizia tudo o que sentiam pelo amigo Jó. Não era preciso palavras, pois a presença, em silêncio, demonstrava compaixão. Era o silêncio que vinha do trono de Deus.  

A situação para Jesus, perante Pilatos, era extrema, pois sua vida natural estava terminando. Mas Ele tinha um ordem divina : " Ele foi oprimido e humilhado, mas não abriu a boca, como cordeiro foi levado ao matadouro; e como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca" (Is. 53.7). Assim como o silêncio foi determinante para Jesus ser vitorioso, nos momentos difícíeis que se levantarem contra nós, façamos como Ele, evitaremos de murmurar, guardaremos nossa boca e a língua, e livraremos nossa alma da angústia. (Pv.21.23). 

Com amor, em Cristo Jesus.

Leve o Pensamentos de Deus com você

Baixe o aplicativo na Play Store

Baixe o aplicativo Pensamentos de Deus gratuitamente na loja de aplicativos de seu celular e leia as mensagens onde estiver!

Desenvolvido por UPPERTEC.